Princípios Gerais

Os princípios, abaixo, foram retirados dos ensinamentos do Fundador e adaptados à nossa realidade. Devem ser entendidos como o modo de ser de cada um de nós, praticantes de Aikido.

  1. O Aikido deve ser ensinado somente às pessoas que sigam estritamente o ensinamento do instrutor;
  2. No Aikido, como caminho marcial, a pessoa deve permanecer alerta a tudo o que se passa ao seu redor, não deixando nenhuma abertura vulnerável (tsuki);
  3. A prática torna-se alegre e agradável uma vez que se tenha feito aquecimento e treino o suficiente para não se incomodar com a dor;
  4. A pessoa deve, constantemente, refletir a respeito do aprendizado do Aikido nas várias dimensões da vida, não apenas no dojo;
  5. A pessoa não deve nunca forçar as coisas de modo antinatural ou não razoável. Ela deve praticar de modo ajustado ao seu corpo, sua condição física e idade;
  6. O objetivo do Aikido é o que há de nobre na verdadeira natureza humana. Ele não deve ser usado para exibições do ego. Não exiba ou demonstre, sem necessidade, as técnicas aprendidas;
  7. Respeite e ajude a família dos membros do grupo de Aikido;
  8. Procure estar em dia com as contribuições ao grupo de Aikido; e
  9. Acima de tudo, lealdade ao seu grupo.