Banca Examinadora

A Banca Examinadora é presidida pelo Prof. Santos, shishō1 , faixa preta 5o. Dan, Aikikai, cabendo a ele, também, o voto de qualidade.

Todos os faixas pretas em atividade, devidamente registrados na FIA, Aikikai, independente de serem instrutores ou terem alunos participando do exame, poderão, se convidados pelo Presidente, fazer parte de Bancas Examinadoras.

A Banca tem liberdade para pedir que o candidato execute técnicas adicionais ou que repita outras demonstradas anteriormente. Também poderá efetuar perguntas sobre a história do Aikido de modo a testar o nível de conhecimento do (a) candidato (a). Fica a critério da Banca exigir monografia sobre determinado tópico do Aikido.

As dúvidas deverão ser levadas ao instrutor e depois à coordenação do Seminário, que poderá submetê-las à Banca Examinadora.

Os membros da Banca darão menções, individualmente, para cada técnica efetuada pelo candidato. Essas menções deverão ser levadas em conta pelos membros da Banca, para a apuração, por consenso ou maioria simples, do conceito final de aprovado ou reprovado, que passará a ser decisão grupal. No caso de dúvida, cabe ao Presidente da Banca o voto de qualidade.

A Banca pode recusar-se a realizar o exame de qualquer candidato.

A Banca Examinadora é soberana em suas decisões. Dessa forma, não caberá recurso contra qualquer decisão dela.

Quaisquer outras questões serão resolvidas pela Banca examinadora.

  • 1. Shishō (師匠) é um título japonês usado para se referir a ou dirigir-se a professores ou mestres de uma arte marcial japonesa tradicional, incluindo, mas não limitado a, aos esportes de combate e instrumentos musicais. A palavra é a combinação do ideograma shi (師), que significa “professor”, e shō (匠), que significa “artesão”.