História

História

O Iai primitivo foi idealizado por Hayashizaki Jinsuke Shigenobu, guerreiro samurai, no período da guerra interna japonesa no século XVI.

Desde então, o Iai se desenvolveu através de muitos sucessores e atualmente existem várias escolas como a Muso-Shinden-Ryu, Muso-Jikiden-Hasegawa-Eishin-Ryu (também conhecida como Eishin-Ryu), Omori-Ryu, Mugai-Ryu, Keishi-Ryu, Hooki-Ryu, Tamiya-Ryu, Tenshin-Shoden-Katori-Shinto-Ryu, Shinkage-Ryu, etc. As katá (formas) dessas escolas denomina-se usualmente de koryu (escola clássica/antiga).

Existe também o Seitei Iai da Zen Nihon Kendo Renmei – ZeKenRen (Federação Japonesa de Kendo), que é um conjunto de 10 katá selecionadas das escolas Muso-Shinden-Ryu, Eishin-Ryu e Hooki-Ryu.

O Seitei Iai não é uma escola. Ele foi montado para se uniformizar os exames de graduação, portanto quem deseja se graduar junto a Federação Japonesa de Kendo tem que, necessariamente, aprender o Seitei Iai.

Por ser, a Zen Nihon Kendo Renmei, uma organização com atuação no mundo inteiro, o Seitei Iai é o mais praticado e difundido tal qual a Muso-Shinden-Ryu, pois essa também está presente na ZenKenRen.

Hayashizaki Jinsuke Shigenobu 林崎 甚助 重信

Hayashizaki Jinsuke Shigenobu 林崎 甚助 重信
Retrato formal de Hayashizaki Jinsuke Shigenobu 林崎 甚助 重信

 

Também conhecido como: Hayashizaki Jinsuke Minamoto no Shigenobu, Hojo Jinsuke Shigenobu. Seu nome na infância era Tamijimaru Asano (浅 野 民治 丸) e, como adulto, o seu primeiro nome foi Jinsuke (甚 助).

## Nascimento: 1542 ou 1548 (天文11) ou (天文17*

* Tenbun (天文), também conhecida como Tembun ou Temmon, foi o nome de uma era japonesa referente ao período de Julho de 1532 até Outubro de 1555 do calendário ocidental. Os anos 11 e 17 da era Tenbu foram, respectivamente, 1542 e 1548. O imperador nesse período chamava-se Go-Nara-tennō (後奈良天皇).

## Morte: 1617 (元和3) * com 75 anos de idade

* Genna (元和) foi o nome de uma era japonesa. Esta era corresponde ao período de Julho de 1615 até Fevereiro de 1624. O imperador dessa era foi Go-Mizunoo-tennō (後水尾天皇).

## Alguns autores afirmam que o ano da morte de Shigenobu foi 1618 (元和4). Para efeito deste texto, consideramos que ele tenha nascido em 1542 e morrido em 1617.

O fundador do que hoje é conhecido como Iaido foi um homem chamado Hojo Jinsuke Shigenobu ou Hayashizaki Jinsuke Shigenobu. Sua vida é coberta pela obscuridade e, como resultado, existem mais lendas do que fatos sobre ele. Sabe-se que ele nasceu na província de Sagami* em algum momento da metade do século XVI. De lá se acredita que ele tenha vivido na província de Mutsu**.

* província de Sagami 相模国 (Sagami no kuni) ou 相州 (Sôshû). Atual prefeitura de Kanagawa excluindo-se a cidade de Kawasaki e a parte nordeste da cidade de Yokohama.

** província de Mutsu 陸奥国 (Mutsu no kuni ou Michinoku no kuni) ou 奥州 (Ôshu). Atual Aomori, Iware, Miyagi, Fukushima e nordeste da prefeitura de Akita.

Conforme a lenda, o seu pai foi assassinado quando Shigenobu era jovem. Jurando vingança, ele teria ido a um destes santuários, Shinmei ou Hiyoshi Shinto*, onde ele teria orado e meditado por muitos dias. Após um extenso período de oração e meditação, ele foi atingido com um sonho divino no qual lhe foram transmitidas as técnicas de battô-jutsu (a arte/técnica de desembainhar a espada)

* A ser verificado, pois Shinmei é uma denominação de uma das redes de santuários (esta rede possui 18 mil santuários e sua sede é Ise Jingū, na prefeitura de Mie). Hyoshi é também outra rede de santuários (esta possui 4 mil e a sede é Hiyoshi Taisha, na prefeitura de Shiga). Estima-se que no Japão existe mais de 80 mil santuários.

Não se tem certeza do quanto ele era habilidoso como espadachim, mas é sabido que ele estudou esgrima intensamente aproximadamente durante os anos 1575-1650 (dos 47 aos 65 anos de idade) e, depois disso, concebeu uma série de técnicas de iai-jutsu a qual ele chamou de battô-jutsu. Seu estilo passou a ser conhecido por nomes variados: Junpaku-Den, Hayashizaki-Ryu, Shin-Muso- Hayashizaki-Ryu, Shigenobu-Ryu, etc.

Sabe-se também quem ele fez uma viagem pelo Japão, na maneira de Musa-Shugyô (peregrinação do guerreiro) e nessa época ele atraiu muitos discípulos para o seu sistema. As exatas técnicas que ele transmitiu aos seus alunos ainda são um mistério, mas acredita-se que elas eram relativamente simples, práticas e altamente combativas.

Supostamente, em 1616, com aproximadamente 73 anos de idade, ele teria feito uma segunda viagem pelo Japão, durante a qual teria desaparecido. Sob a sua influência pioneira, muitas escolas diferentes surgiram. Após sua morte, a tradição de Shin-Muso-Hayashizaki-Ryu foi continuada por Tamiya Taira-no-Hyoe Narimasa o qual, assim se acredita, foi professor de Tokugawa Ieyasu, Hidetada e Iemitsu. Se isso for verdade, então certamente contribuiu para a popularidade do seu estilo de esgrima.

Referências

  1. http://www.geocities.co.jp/Athlete-Athene/8236/Hayasizaki.htm
  2. http://wiki.samurai-archives.com/index.php?title=Hayashizaki_Jinsuke_Shigenobu (baseado em Shewan, Malcolm T. Iai, the Art of Japanese Swordsmanship.Cannes, 1983.)
  3. http://en.wikipedia.org/wiki/Shinto_shrine#Shrine_networks
  4. http://www.musoshindenryu.com/about/index.htm

Hakudo Nakayama 博道 中山

Hakudo Nakayama
Hakudo Nakayama, também conhecido com Hiromichi Nakayama.
(11.02.1872 --14.12.1958)

 

O fundador da Muso-Shinden-Ryu-Iai, uma das escolas de Iai mais praticada mundialmente, foi Hakudo Nakayama, já falecido.

Ele viveu no início deste século e estudou Oomori-Ryu, Maraku-Ryu e Muso-Jikiken-Eishin-Ryu, além de ter praticado todos os aspectos da esgrima.

Foi um gênio da esgrima japonesa. Hakudo Nakayama foi o 16º e o último sucessor indiscutível da linha Jinsuke/Eishin. Ele também estudou Shindo-Munen-Ryu e Yamaguchi-Itto-Ryu.

Após larga vivência na esgrima, desenvolveu seu próprio estilo, o Muso-Shinden-Ryu-Battô-Jutsu.

Devido a sua diversificada experiência em técnicas de esgrima, seu estilo, inicialmente, ostentou um desorientador arranjo de técnicas. Então ele desenvolveu um currículo estruturado dividido em Shoden (curso primário), Chuden (curso intermediário) e Okuden1 (curso superior) e Nakayma-sensei franqueou as técnicas a todas as pessoas interessadas (antes só pessoas altamente recomendadas poderiam estudar esgrima japonesa).

As formas de iai-jutsu/battô-jutsu, assim como em outras escolas, foram gradualmente remodelando-se como Iaido no final dos anos quarenta.

Originalmente, então, o nome da escola de Iai fundada por Hakudo Nakayama era Muso-Shinden-Ryu-Battô-Jutsu, tratando-se assim, de uma escola clássica de esgrima.

Atualmente, denomina-se Muso-Shinden-Ryu-Iai e, por estar disponível à qualquer pessoa interessada, é muito difundida mundialmente.

A Katana

A espada no Japão tem uma importância cultural muito forte, tanto na vida nacional como na individual, o que é muito difícil de compreender para a mente ocidental. Vale registrar que existem condecorações oficiais para homenagear os melhores mestres espadeiros. E as espadas confeccionadas por estes espadeiros famosos atingem preços altíssimos.

A forja da lâmina é feita através de cerimonial religioso e a espada é tida como a alma do combatente (samurai).

O samurai era o único autorizado a portar o daisho, conjunto das três armas: kataná (espada), wakizashi (espada curta) e tanto (punhal). O daisho constituía o distintivo do samurai.

A katana era reservada para combate, o tantô (punhal) era usado para seppuku (suicídio cerimonioso) e as vezes para combate. A espada menor (wakizashi) era um símbolo de status. O tantô (punhal) era usado para degolar o oponente morto, uma vez que o crédito pela missão só era concedido pelos superiores à vista da cabeça da vítima, para identificação.

Com a dimensão de até 30 cm, existe a ayaguchi ou aikuchi (para mulheres) que podia ser usada para defesa própria, e em última necessidade, proteger a honra da mulher por suicídio. Essa faca não tinha tsuba (guarda) e podia, assim, ser oculta entre as mangas do kimono. O método recomendado para mulheres era cortar a própria jugular.

Quando a cavalo, os samurais usavam espadas longas chamadas de tachi ou dai-katana. Entretanto, caíram em desuso após 1660 devido a proibição, por parte dos governantes, do uso de cavalos, tornando assim, o porte das tachi desconfortável e de manuseio impróprio. Por esta razão as espadas diminuíram de tamanho de modo a serem colocadas na cintura (obi) com fio para cima e serem facilmente sacadas. Era a kataná, propriamente dita.

Muitas espadas tachi, após 1660, foram encurtadas para se tornarem kataná.

Diferente da espada ocidental, a espada japonesa era usada mais para cortar do que bater ou estocar.

Uma espada, através da avaliação de sua lâmina, pode indicar o período em que foi confecciona pois ao longo dos tempos algumas características, tais como curvatura e tamanho, foram diferentes.

  • 1. As formas okuden pertencem ao grupo de técnicas secretas do Iai. No japão feudal as técnicas okuden não podiam ser ensinadas ou mostradas para quem não fosse da Ryu. Atualmente, as técnicas okuden não são secretas, mas restritas, pois somente seletos iaidocas graduados têm condições de aprendê-las no Japão.