Treino duro e treino suave

Sempre após a visita de instrutores japoneses ou intercâmbio de alunos estrangeiros, tem-se agitado a controvérsia entre o método de se ensinar Aikido.

Professores de renome se pronunciam, antagonicamente, em relação aos métodos de uns e outros.

Por exemplo, na SueciaHolanda se opta pelo treino suave e lento.

No Reino Unido ocorre o mesmo. Já Na Irlanda há tendência de seguir uma linha mais dura e propensa a sobrevivência em situações reais.

Nos Estados Unidos há duas tendências ou correntes. Numa se deve seguir a linha do ki e fluir. Noutra , estão os que afirmam que se deve seguir a maneira dura e rápida de Shioda-Sensei, Saito-Sensei , etc.

Para alguns instrutores o método de treinamento parece estar vinculado ao meio ambiente social em que está imerso o local, a região.

Será mesmo ?

Esta aparente contradição entre o método a ser adotado confunde o público sobre qual a abordagem correta.

Todavia, tanto estilo duro ou o suave tem algo a oferecer aos praticantes. Tudo depende do que cada pessoa quer da arte.

No Japão, nas demonstrações dos mestres Saito-Sensei , Shioda-Sensei, e outros, as técnicas são aplicadas rapidamente e raramente são brandas.

Nos dojos desses mestres o aluno que não consegue aprender logo a complexidade dos movimentos e rolamentos, se afasta desapontado.

Essa‚ é a maneira considerada "tradicional".

As técnicas funcionam porque o aluno sente a eficiência delas, dolorosamente, quase sempre.

A atmosfera reinante é de um combate real, é evidente, que o aluno estaria vivendo como um praticante dos tempos do Japão feudal na sua maneira de aperfeiçoar habilidades das quais dependeria sua vida e do oponente.

Realmente, uma prática que não deixa dúvidas ao aluno sobre a eficiência de uma determinada técnica.

Todavia, outros grandes mestres assumem a tendência de optarem por um método de ensino mais sutil, apoiando-se na idéia de que a execução de técnicas em ritmo mais lento e suave leva a uma atmosfera menos tensa.

É a filosofia de dar mais valor as pessoas do que ao desenvolvimento de uma habilidade de combate, a qual vir com o tempo e a prática, de qualquer maneira.

A questão crucial ‚ que o aluno ocidental quer ser eficiente, tanto quanto possível, no menor espaço de tempo.

A linha de pensamento de alguns senseis ‚ a de que não há necessidade de se forçar para tornar-se uma máquina impiedosa de luta, se não estamos em guerra. Segundo esses professores, o que o mundo precisa hoje ‚ de felicidade.

Daí , a atmosfera criada através de um treinamento agradável aliado com a eficiência do ensino seria o objetivo ideal a ser seguido, favorecendo uma compreensão detalhada do Aikido.

Essa questão ‚ é tão importante, que em alguns dojos , se um aluno assumisse uma atitude corporal de combate, ao executar uma técnica ele será repreendido e admoestado para relaxar o corpo.

Na verdade, na essência, as técnicas são as mesmas, o que muda ‚ é a maneira de transmiti-las.

É possível que a única desvantagem concreta, do estilo suave, é o aluno não se preparar emocionalmente para o combate real. Se ele levar um terrível soco ou chute na rua , pode cair em estado de choque ou pavor e então qualquer habilidade técnica ficar perdida.

Mas, também, quantas vezes na vida você precisou entrar em briga corporal com alguém na rua, não é mesmo ?

Além disso, o treino pode assumir características mistas, duro-rápido, duro-lento, suave-rápido, suave-lento.

TREINAMENTO DURO- É o treino de contato, que faz aparecer emoções que geralmente não são reconhecidas numa pessoa durante as atividades do dia a dia. Tais emoções podem ser, por exemplo, uma resposta ao ego humilhado, agressão , insegurança, temor, dor ou mesmo medo do fracasso. Conforme esses traços venham a tona, no ambiente controlado do dojo, o aluno experimenta um fortalecimento do caráter e uma confiança mais solidamente fundamentada na sua capacidade de autodefesa.

TREINAMENTO SUAVE- trata-se de um treinamento que promove a apreciação dos princípios mais sutis da arte, aguçando uma sensibilidade mais apurada no aluno , que tem a oportunidade de perceber como e porque as técnicas funcionam ( sem a preocupação do esforço muscular), através de uma maneira menos opressiva, o que concorre para melhorar acentuadamente o desempenho das técnicas.

TREINAMENTO RÁPIDO- é um treinamento de velocidade que , geralmente, se desenvolve paralelamente ao treinamento duro. Visa despertar o aluno para as falhas de desempenho sob pressão. Sob intenso e rápido assalto de ataque sucessivos, normalmente há um declínio no grau de eficiência das respostas apropriadas de defesa devido ao pânico emocional que se instala. A mira , o equilíbrio e vivacidade ficam prejudicados, principalmente nos iniciantes.

Contudo , familiarizados com essa espécie de ritmo, os alunos vão adquirindo autocontrole; a eficiência melhora; e as técnicas afloram mais rapidamente e com maior segurança. O treinamento rápido ‚ um instrumento valioso para desenvolver a autoconfiança para confrontos de rua.

TREINAMENTO LENTO- é um complemento do treinamento suave, provendo um ambiente físico e psíquico seguro para aperfeiçoar a técnica. Isso porque não há ameaça de golpe que possa causar dano verdadeiro, o que permite ao aluno relaxar emocionalmente e compreender o m‚todo de combate transmitido.

CONCLUSÃO

Face ao exposto fácil concluir que tanto a escola dura quanto a suave estão corretas na sua maneira de transmissão do AIKIDO.

Na verdade se complementam.

11 anos 6 meses atrás