Samurais da Fé 2

Entrevista com Sensei Massamichi Tanaka, realizada pelas reporteres Susan Perry e Mary Heiny.

Essa entrevista foi feita na sede da Omoto, em Kameoka, Japão, em Outubro de 1998. Masamichi Tanaka(MT) é chefe do Departamento Internacional da Omoto, orgão de cooperação inter-religiosa.

REPORTER: Muitos estudantes de Aikido sabem que seu Fundador foi influenciado pela Omotokyo e, em particular por seu líder Onisaburo Deguchi. O O-Sensei que viveu com sua família na sede da Omotokyo em Ayabe, teve uma experiência de iluminação nos jardins da sede em Ayabe e dirigiu-se para a Mongólia com Deguchi. O senhor pode nos dizer mais sobre esse relacionamento? Masamichi Tanaka: O Mestre Ueshiba aprendeu muito com Deguchi, que já possuía a idéia do Aikido, mesmo não praticando-o.

O Mestre Ueshiba foi um aluno muito próximo de Deguchi - tão próximo que Deguchi deu o nome ao terceiro filho de Ueshiba de "Kisshomaru". O Mestre ensinou num dojo construído para ele na propriedade da Omoto e até hoje o Aikido continua sendo ensinado no mesmo local.

Antes da queima da propriedade da Omoto, Onisaburo Deguchi recomendou ao Mestre Ueshiba que deixasse a propriedade da Omoto.

Deguchi sabia o que estava para acontecer e disse a Morihei que seria melhor que ele fosse iniciar sua própria escola e construir uma rede de praticantes.

Em Ayabe, há um memorial ao O-Sensei no cemitério da Omoto. O filho do O-Sensei, o falecido Kisshomaru, visitava-o a cada ano para demonstrar seu respeito ao Memorial de seu pai.

REPORTER: O que levou Onisaburo (e o O-Sensei) à Mongólia? MT: A idéia de Deguchi era a de construir um mundo pacífico próprio, como modelo na Mongólia. Ele curava muitos doentes, entao, criou laços de amizade com muitos Mongólianos. Assim, pensou ter obtido sucesso.

Quando retornou da Mongólia, disse: "Tivemos grande sucesso". Os seguidores da Omoto não tinham tanta certeza, mas Onisaburo repetia: "Não, eu tive muito sucesso!".

REPORTER: Parece que alguns instrutores de Aikido tomaram como seus alguns dos rituais da Omoto, como, por exemplo, as quatro palmas que alguns Aikidoístas batem no início e no final de cada treino. O que representam essas palmas? MT: Ao ler uma prece antiga, a antiga oração Norito, Onisaburo interpretou a palavrada "yahirade" , como querendo dizer "oito mãos abertas", o que indicava quatro palmas. Então, seguimos ao modo mais antigo. Em muitos santuários, eles batem as palmas duas vezes, mas nós seguimos a tradição mais antiga.

REPORTER: Nas aulas de Aikido, os praticante fazem algumas seqüências de exercícios corporais para fins espirituais - como furutama (balançar as mãos). Esses ritos vem da Omoto? MT: Onisaburo Deguchi escreveu 83 volumes de contos espirituais. Em seus trabalhos, ele descreveu vários métodos de purificação e meditação, incluindo furutama. Essas são só técnicas de meditação. Onisaburo os descreveu, mas acho que eles são originários dos ensinamentos Shinto muito antigos. Não foram inventados por ele.

REPORTER: Freqüentemente, antes do O-Sensei fazer apresentações ou ensinar Aikido, ele demonstrava 'misogi no jo'. Com um bastão ele fazia movimentos para limpar e purificar o local. Ao nos tornarmos estudantes de Aikido, somos ensinados sobre a importância do misogi, ou purificação.

MT: A Purificação é muito importante.

A idéia Shinto de purificação é diferente da Cristã. Nós não dizemos que o ser humano tem o pecado original. Cada ser humano é um filho de Deus, e por isso cada um tem um espírito puro. Existem muitas impurezas ao nosso redor, que distorcem nosso espírito e nos dirige a desejos baixos. Por isso sempre necessitamos desses métodos de purificação.

O local onde se coleta a energia espiritual é o hara (baixo abdomen). A importância de se trazer a mente e corpo em união é suprema na Omoto.

REPORTER: Na mente de muitos Aikidoístas, Omotokyo também é associada ao Kotodama, o uso de sons para propósitos espirituais.

MT: Kotodama é um ensinamento esotérico Shinto. Quando voce diz alguma coisa, voce cria um campo energético, que possui um poder de atração. Se voce fala de coisas boas e bonitas, as ondas atrairão a beleza de todos os lugares. Ao contrário, se voce fala de coisas más, as coisas ruins serão atraídas.

REPORTER: Que tipo de artes marciais são ensinadas como parte da Omoto? MT: Temos cursos de Aikido. Existem muitos professores de Aikido entre os seguidores da Omoto. Temos também aulas de Shin’ei, Taido, um tipo de arte fundado pelo sobrinho de Morihei Ueshiba (Noriaki Inoue Ueshiba), que foi seguidor da Omoto.

REPORTER: Na propriedade da Omoto voces tem um dormitório grande. Os estudantes praticam suas artes lá? MT: Sim. Quando as crianças das famílias da Omoto se formam do colegial, eles vem aqui para praticar artes e aqui também aprendem os ensinamentos e história da Omoto. O treinamento dura três anos para rapazes e dois anos para garotas. Existem muitos cursos. O programa inclui a cerimônia do chá, caligrafia japonesa, dança Noh, artes marciais, artesanato e poesia.

REPORTER: Livros sobre o lado espiritual do Aikido as vezes usam a frase "chinkon kishin". O que isso quer dizer? MT: "Chin" quer dizer "acalmar" e "kon" se refere ao espírito ou alma. Então, "chinkon" quer dizer "acalmar o espírito". Kishin é o retorno do Kami --- uno com Deus, uma possessão divina. Na época inicial da Omoto, chinkon kishin envolvia entrar em transe, unindo-se com o espírito que falaria sobre história.

Após o primeiro incidente da Omoto em 1923, Deguchi baniu o chinkon kishin por ser muito perigoso.

REPORTER: Como um praticante da Omoto, o que voce vê de valioso no Aikido? MT: Existem dois sistemas nervosos: o sistema simpático e o sistema parasimpático. Normalmente, quando nos excitamos, usamos o sistema nervoso simpático. Mas, quando relaxamos o sistema nervoso simpático, podemos fazer bom uso do sistema parasimpático. Ao acalmarmos, conseguimos cultivar os dois citados sistemas nervosos, intencionalmente aumentando o funcionamento do sistema parasimpático.

Pensar é fácil, mas fazer é muito difícil. Precisamos de treino e o Aikido é o treino ideal para isso. Através de relaxamento total, conseguimos manifestar um grande poder.

REPORTER: Se praticantes de Aikido estiverem interessados na Omoto, onde poderiam aprender mais? MT: Todos são bem-vindos. As pessoas podem ficar em nosso dormitório e fazer uma refeição modesta por uma tarifa simbólica. Também, os que estiverem interessados em nossas atividades poder assinar o Aizen, uma publicação da Associação de Fraternidade e Amor Universal.

--
traduzido e adaptado por J.F.Santos (www.aizen.org)

11 anos 6 meses atrás