Minha vida em perigo

Senhores aproveito para passar um recado.

Domingo passado fui vítima de um assaldo cometido por 3 bandidos armados na rua dos Caripunas com a 9 de janeiro às 7:10 da manhã indo trabalhar.

Senhores, agradeço por estar aqui mandando esse e-mail pra vocês e peço tenham muito cuidado em qualquer que seja o lugar pois eles estão atacando em toda Belém.

Ainda me encontro meio traumatizado pelo ocorrido pois hoje ainda é quarta-feira e fico imaginando tudo que eu poderia tentar fazer e que por medo talvez não fiz (subconsciente através de treinos se manter calmo).

Na verdade fico pensando em alguns momentos se ter entregue tudo e não ter reagido foi o melhor(claro que foi), mas logo vejo que estou em casa, com meus filhos e mulher sem nenhum arranhão no corpo, sem nenhum trauma físico (travando minha batalha interna).

Agradeço ao Senhor lá de cima, ao meu amadurecimento pessoal que foi sendo moldado pela própria vida e pelo AIKIDO de alguma forma pois, me mantive aparentemente calmo e fiz movimentos calmos para não despertar mais agressão do bandido e entreguei tudo.

Senhores, não existe uma receita pra cada situação, mas não tentem ser super-homens, nós todos somos samurais do bem e não precisamos provar nada pra ninguém.

Há quem diga que arte marcial não serve pra nada e que a minha reação não tem nada haver com os treinos, com a convivência com o grupo, mas só eu sei o que vivi e espero que ninguém viva o mesmo que eu.

Lembrem que nossa luta é interna.

Grande abraço.

9 anos 3 meses atrás