Casa da Mãe Joana!!

Iaido, Kenjutsu e suas origens, a casa da mãe Joana!

O que é o Iaido ?

Iai é uma arte ou um método de treino, usando uma espada real ( ou quase real) em uma prática individual.

Os Katas começam e terminam com a espada embainhada, implicando portanto o ato de desembainhar e embainhar a espada.

Em geral a palavra Iaido é traduzida como o caminho da vida em harmonia, ou a arte de se adaptar a circunstancias, ou o caminho do estar aqui e agora. Os caracteres são iru (ser), ai (harmonia) e do (caminho).

No Iaido, o praticante combate oponentes não existentes, com técnicas que são totalmente obsoletas hoje em dia e sem nenhuma aplicação prática e que nem mesmo proporcionam a satisfação de se comprovar uma superioridade técnica através de encontros competitivos.

Como um verdadeiro Budo, o Iaido é uma batalha contra você mesmo, um cortar fora  todas as redundancias.

Através dos precisos e imutáveis(sic) movimentos do kata, o praticante busca mobilizar todo o seu ser, unificar a intenção, a ação e a espada, sendo vital cada detalhe, um assunto de vida e morte.

Através da união do sentido, da vontade e da ação, a espada torna-se um meio de desenvolvimento espiritual (seishin tanren). Por este motivo, cada vez mais budokas procuram a austera prática do iaido.

A origem

A maior parte das escolas tradicionais de espada usam a prática com o parceiro com espadas de madeira, como o principal método de treino e a prática individual com a espada real – treinou com parceiro assume o nome de kenjutsu

O Iaido tem a sua origem geralmente atribuída a Hayashizaki Jinsuke Shigenobu (1542-1621).  Em verdade, pouco se sabe sobre ele,  mas de seus supostos estudantes se originou a maior parte dos estilos de iaido praticados hoje em dia.

Embora muitos considerem Hayashikazi como o pai do Iaido, é uma temeridade atribuir a ele a invenção do Iai.

Por exemplo, o Tenshin Shoden Katori Shinto ryu (1447) antecede a ele em um século e o seu currículo contém vários kata de iai.

Ora, ora, técnicas de se desembanhar espada devem ter sido praticadas desde que a primeira espada foi desembainhada.

Já no Kojiki, crônicas antigas do Japão, já consta menção a espada, ao espelho e a jóia.

Muso Shinden Ryu

O Muso Shinden Ryu é, na verdade, uma coleção acidental de vários estilos relacionados de koryu que eram então populares  e tem uma genealogia de dar dor de cabeça a qualquer um que se disponha pesquisá-lo. Casa da mãe Joana!!!

A linhagem oficial tem início com Shimmei Muso ryu de Hayashizaki, mas a maioria dos ryu subsequentes tem origens bem diversas e a parte inicial da genealogia é comum também a muitos outros estilos.

No século 20 os mestres Oe Masamichi Shikei (1852-1927) e Nakayama Hakudo Hiromichi (1869-1958) reorganizaram e modificaram, significativamente,  o currículo e juntaram a coleção de três ryu existentes em um único estilo, chamando o primeiro bloco  de "técnicas básicas", outro bloco  de "intermediária" e o terceiro de "avançadas".

Agora, preste atenção, o Shoden ou estilo básico é baseado no Omori ryu, fundado por Omori Rokurosaemon Masamitsu.

Omori san  era um espadachim da Yagyu Shinkage ryu (estilo Bishu) fundado por Kamiizumi Ise no Kami Fujiwara Nobutsuna (ou Hidetsuna), ele mesmo um estudante de Kage ryu, de Tenshin Shoden Katori Shinto ryu, e de Kashima Shinto ryu, e muito influenciado pelo mestre Zen, Takuan (1573-1645). Como pode ser visto, um sujeito bem eclético e que não deveria ser bem visto na sua época por seu fisiologismo partidário samuraico.

Omori-san combinou o kata do Yagyu Shinkage ryu com o do Osagawara Ryu Reishiki do qual ele era tambem um estudante. Omori-san  ensinou o seu estilo, junto com o Shinkage ryu a Hayashi Rokudayu Morimasa (1661-1732) e a Oguro Motoemon Kiyokatsu, ambos mestres sucessores de Hasegawa Chikaranosuke Eishin Hidenobu no que era então chamado Muso Jikiden Eishin ryu. Eles continuaram ensinando o Omori ryu junto com os outros estilos contidos nesse ryu.

No século 20,  um outro kata foi acrescentado ao Omori ryu, a sequência e os nomes foram mudados, e o ryu foi deflacionado um pouco para se encaixar em seu novo papel de sequência para iniciantes. Tudo pelo social e mais adeptos.

O bloco Chuden ou estilo intermediário baseia-se no Muso Jikiden ryu, fundado por um Onkeibo Chohen de quem muito pouco se sabe, portanto, um ilustre incognito.

Izasa Ienao (1486-1588), fundador do Tenshin Shoden Katori Shinto ryu, é tido como o 7° mestre dessa escola.

O 19° mestre, Hasegawa Chikaranosuke Eishin Hidenobu, era também o 7° mestre do Shimmei Muso ryu de Hayashizaki. Ele ensinou ambos os estilos com o nome de Muso Jikiden Eishin ryu ou Hasegawa Eishin ryu.

As técnicas do bloco Okuden são as mais antigas (se desconsiderarmos a mística criação do Muso Jikiden ryu), e são atribuidas a Hayashizaki Jinsuke Shigenobu, que chamava o seu estilo de Shimmei Muso ryu.

O  bloco Okuden consiste de um conjunto de suwariwaza(ajoelhado) e um conjunto de tachiwaza(em pé). Essa parte da linhagem cruza com muitos outros estilos que dizem ser originários de Hayashizaki. Haja filhos bastardos! O fundador do Tamiya ryu, Tamiya Heibei Shigemasu era também o 2° mestre do Shimmei Muso ryu, e dos seus ensinamentos derivam também o Shin Tamiya ryu, o Jikyo ryu e o Mugai ryu (os dois últimos se juntaram outra vez mais tarde). O terceiro mestre, Nagano Muraku foi um estudante de Hayashizaki e Tamiya, e foi um continuador do Shimmei Muso ryu ao mesmo tempo em que desenvolvia o seu próprio estilo, Muraku ryu, enquanto um de seus estudantes, Ichinomiya Sadayu Terunobu, que era tambem aluno de Hayashizaki, fundava a sua própria escola, Ichinomiya ryu. Vê-se então que é praticamente impossível determinar qualquer elo do Okuden waza atual com o, seja lá o que, Jinsuke Shigenobu desenvolveu.

Quando da morte de Oguro Motoemon Kiyokatsu o ryu dividiu-se em dois, o Tanimura ha e o Shimomura ha. O Tanimura ha é ainda hoje conhecido como Muso Jikiden Eishin ryu, enquanto o Shimomura ha passou-se a chamar Muso Shinden ryu pelo seu 16° mestre, Nakayama Hakudo. A partir daí ele é frequentemente descrito como o "fundador" do Muso Shinden ryu. Na verdade, foi somente após a sua morte que seus seguidores começaram a usar formalmente esse nome para denominar o estilo particular de Hakudo. Nakayama Hakudo estudou ambos Tanimura and Shimomura ha (que na época incluia Muraku ryu. Consta que Hakudo aprendeu este estilo com Hosokawa Yoshimasa), e também Yamaguchi Itto ryu e Shindo Munen ryu (também derivado do Shinkage ryu).

Oe Masamichi, 17° mestre do Tanimura ha, fixou o nome de Tanimura ha na escola Muso Jikiden Eishin ryu e promoveu várias modificações. Ele descartou 2 dos 13 okuden tachiwaza que não são mais praticados. Na verdade muito mais foi descartado já que supôe-se que o ryu incluia técnicas de yawara, bo and torinawa como também vários kumitachi. Facilmente explicáveis pelo próprio dinamismo da sociedade moderna, as dificuldades salariais, pouco tempo disponível para treino, inadequação da lança longa, bastão longo e espaço para treinamento vão suprimir ou modificar os katas com estas armas.

Novas técnicas foram incluídas como hayanuki e bangai. Assim como Hakudo, Oe-san  estudou Tanimura and Shimomura ha e é considerado às vezes como o 15° mestre do Shimomura ha.

O ZNKR  ou a ZEN-Kenden, a poderosa federação japonesa!!

No século 20 a Federação Japonesa de Kendo ( Zen Nihon Kendo Renmei) criou um conjunto de katas de iaido conhecido como seitei gata (formas padrão). Provavelmente o propósito era encorajar os praticantes de Kendo a experimentar o manuseio de uma espada de verdade.

Se isso realmente aconteceu ou se o efeito deu-se ao contrário, o Kendo influenciando o seitei gata, é uma questão a ser debatida, mormente que os dirigentes da ZNKR vem todos do quadros da Policia Japonesa, grande vencedora de todos campeonatos de Kendo e acabam influenciando na escolha e definição de katas.

Uma coisa é certa, nem todos kendoka praticam iaido e muitos iaidoka não praticam Kendo. O Zen Nihon Kendo Renmei criou também o Kendo no kata, um conjunto de práticas em dupla usando espadas de madeira, que são necessárias para a promoção no Kendo (embora também seja questão controversa  se isso é realmente observado na prática).

Para se obter as promoções do ZNKR é preciso que se pratique e mostre o seitei gata. As competições também são possíveis, entendido que as competições se faz através da comparação de perfomance solo  apresentadas pelos praticantes. Isso também é questionável, já que se permite que praticantes avançados  incluam katas não-seitei ("koryu") nos exames e nas competições. O seitei gata "padrão" também muda um pouco a cada ano (embora alguns argumentem que as mudanças não são verdadeiras mudanças, mas que elas existem, existem!!!!). Tudo depende do dirigentes de plantao, digo,  em exercício, na ZNKR!

Muitos praticantes de Iaido, especialmente aqueles não envolvidos com o Kendo, prefeririam estar afiliados a um verdadeiro ryu e obter promoções do ryu do que lidar com o seitei gata. Infelizmente as oportunidades são raras para isso. O seitei gata tem o grande mérito  de ser uma introdução decente ao Iaido que pode ser transmitida por qualquer professor de iaido, em qualquer lugar do mundo, com poucas variações.

O Iai em Brasilia

O Mestre Ichitami Shikanai,  do Shinto Muso Ryu Jo (grau okuiri), do Muso shinden Ryu. Com a observação de seu professor de aikido Kobayashi Yasuo de que "precisava saber como tratar a espada" foi por ele apresentado a Omura Tadaji, discípulo de Nakayama Hakudo, com quem estudou durante 3 anos. Naquela época a elite da Fundação Aikikai estudava com Omura. Afirma o Mestre Skikanai que o iai foi muito importante para o desenvolvimento do seu aikido.

No Aizen dojo, em Brasilia, onde J.F.Santos e Leonardo Santos são os responsáveis pelas aulas de Kenjutsu(Shinto Muso Ryu Ken, Tenshin Shoden Katori) e Sete Iai, contando ainda com a supervisão de Karisumi sensei- Hanshin da ZNKR e Mario Coutinho - Yondan da ZNKR.

8 anos 2 meses atrás